quinta-feira, 12 de abril de 2018

Made in Abyss (2017)


Saudações do Crítico Nippon!

Nas minhas anotações sobre este anime, devo ter escrito a palavra “aterrorizante” e seus derivados umas dez vezes. Tem a essência daquelas histórias infantis como João e Maria, e até o jovem clássico Over The Garden Wall. Made in Abyss é inteligente em seus detalhes, preenchendo o universo com novas informações o tempo inteiro, embalado por uma animação de tirar o fôlego. E totalmente desesperador.



domingo, 11 de março de 2018

Sangatsu no Lion


Saudações do Crítico Nippon!

Não é fácil fazer obras sobre depressão. É um tema delicado em sua abordagem, infelizmente ainda tratado como tabu, e que já saiu pela culatra até recentemente (cof 13 reasons why cof). Felizmente, nos animes, já renderam alguns bons exemplares. De Welcome to NHK, Sayonara Zetsubou Sensei, Serial Experiments Lain, Kara no Kyoukai, e por aí vai. Alguns procuram maquiar o assunto mais que outros. O que não é o caso deste Sangatsu no Lion, com inúmeras descrições dos sintomas e metáforas sobre eles. Surpreendentemente, o anime encontra calor humano na maior parte do tempo, revelando-se uma experiência (agri)doce e agradável.



domingo, 25 de fevereiro de 2018

Arpeggio of Blue Steel


Saudações do Crítico Nippon!

Esse anime me lembrou tantas obras bacanas, sejam animes ou filmes. O time de heróis em um pequeno submarino lembra os entregadores de Black Lagoon. O capitão lembra o Lelouch de Code Geass. As batalhas navais substituem os costumeiros mechas, e agregam estratégias que podem ser vistas em filmes como Das Boot, Maré Vermelha e Star Trek – A Ira da Khan. Embora, claro, invente novas, abraçando a vantagem de se tratar de um anime.



quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Houseki no Kuni (2017)


Saudações do Crítico Nippon!

É impressionante como é difícil assistir um anime aparentemente tão simples como este. A carga mental necessária para seguir adiante é devastadora. Sem grandes batalhas, grandes expectativas, nem grandes reviravoltas. E assim mesmo, é difícil respirar ao terminar vários dos episódios de Houseki no Kuni. É uma experiência universal de auto conhecimento que encontra eco em todos nós.

(mais um texto que só existe graças a votação dos nossos Padrim’s. MESMO.)




quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Devilman Crybaby (Netflix)


Saudações do Crítico Nippon!

Baseado no mangá da década de 70 – e reconhecendo sua existência no próprio universo, como forma de metalinguagem – Devilman Crybaby é de tirar o fôlego do início ao fim. É um desenho adulto, repleto de sexo e mutilações, com um desenvolvimento que cresce exponencialmente e com uma coragem admirável na escala em que alcança.



sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

A abundância de Keijo!!!!!!!!

Saudações do Crítico Nippon!


Essa foi uma das melhores surpresas de toda minha vida. Obviamente não estou dizendo que é um dos melhores animes do mundo, apenas que não havia qualquer expectativa, porém o resultado, meus amigos, foi excepcional. Se trata de uma obra em que garotas lutam usando apenas os peitos e a bunda.  E você, jovem, talvez não entenda agora, mas com o passar dos anos, o conteúdo ecchi cansa bastante. Torna-se um mero zorra total. Mas Keijo não. Keijo é um anime de esporte/ação de primeira categoria. Coisas como Boku no Hero Academia não chegam aos pés de uma obra dessas.

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

O genial Slam Dunk

Saudações do Crítico Nippon!

Já comentei diversos mangás longos demais com textos longos demais. Vide Shaman King, Blade of the Immortal, Éden, Gantz. Não tinha a menor intenção de repetir a dose com Slam Dunk, por mais que eu estivesse me divertindo pra caramba no início. O que aconteceu? Bem, é muito simples, a história chegou ao nível de todas as citadas anteriormente, e aí eu percebi que não se trata de uma escolha consciente. É necessário passar para o “papel” e tentar convencer ao menos uma pessoa a embarcar neste clássico. Não posso dizer que me arrependo de não ter lido antes, porque vibrar com todas as forças e chorar nessa idade lendo um mangá shounen, olha, é um verdadeiro privilégio constar que ainda pode acontecer.


(não haverá spoilers, afinal, é pra incentivar os leigos)