quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Padrim do Elfen Lied Brasil


Votar nos animes que iremos escrever primeiro?
Podcast com Betinha, Crítico Nippon e Natt?
Fotos dos bastidores?
Continuação do post de Shingeki no Kyojin?
E muito, muito, muito mais. Vamos lá:

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Durarara!! (2010)

Saudações do Crítico Nippon!

De Ryogo Narita, autor do aclamado Baccano!, este Durarara!! é um dos melhores animes de sua geração. Com uma galeria de personagens absurdamente vasta, todos complexos, o anime conta com uma linha temporal que deposita confiança total no espectador. Durarara é um exemplo raro de série disciplinada, com inúmeras características ambiciosas que se misturam harmoniosamente. É um verdadeiro presente.


(spoilers... embora não importe muito)

domingo, 23 de julho de 2017

Por que Dragon Ball GT é melhor que o Super

Saudações do Crítico Nippon!


Há muitos argumentos relevantes para essa discussão no meu texto comparando os filmes de Dragon Ball Z antigos com os atuais. Sugiro fortemente que leiam também para entender um pouco melhor alguns pontos. Tentei fazer uma análise nova dessa vez. Vamos lá.

sábado, 1 de julho de 2017

ELBR no Anime Friends 2017

Saudações do Crítico Nippon!


Mais uma credencial imprensa para o ELBR esse ano! Dessa vez, vamos até o Anime Friends. Quem vai??

terça-feira, 20 de junho de 2017

Guest-Post – Batman: A Piada Mortal

Hoje temos um grande convidado especial que nos acompanha neste blog cor de beterraba desde os seus primórdios, presenteando-nos com um elaborado texto sobre a icônica A Piada Mortal, marco dos quadrinhos americanos. Com as palavras, meu amigo e colega Maeister do blog Divisão Paralela

domingo, 11 de junho de 2017

Ajin: Demi-human

Saudações do Crítico Nippon!


Do mesmo lar de Knights of Sidonia e Blame! (Polygon Pictures), este Ajin investe na mesma técnica de CG. Surpreendentemente, foi o único em que ela me incomodou. Há momentos em que os bonecos se movem tão duros quanto um The Sims, assim como suas expressões faciais um pouco lentas. Dito isso, se perde em qualidade técnica para os seus colegas, ganha disparado em qualidade de roteiro e trama.