sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

INVASÃO ZUMBI (por Mundo Estranho)



Ei minna-san! Eu sempre fui dessas pessoas que, quando saiam algum tema que eu curto, em determinada revista, juntava todas as moedinhas e ia comprar. Claro, acabava sempre me decepcionando, pois o conteúdo quase não era o esperado. Depois que eu tive acesso á internet, isso mudou...mas deixando isso de lado, meu pai assina a revista Mundo Estranho e em dezembro do ano passado saiu uma matéria sobre zumbis. De novidade? Nada. Nada que você não encontre em qualquer blog ou site por ai, mas vou traze-la para cá. Gostei da lista sobre filmes, Planeta Terror é um ótimo filme e tem uma seqüencia de cenas que tenho certeza, que serviu de referência para um anime do mesmo estilo: Ga-Rei-Zero.


(Matéria extraida da revista Mundo Estranho. Edição de dezembro 2010
Por Yuri Vasconcelos)


HAITI: O BERÇO DO MAL
-A origem do mito tem forte ligação com o vodu, praticado no caribe.


Parecido com o candoblé, o vodu mistura elementos de rituais africanos com o cristianismo. É bastante popular em ilhas do caribe, especialmente no Haiti. Durante suas cerimônias, as pessoas dançam, entram em transe e incorporam entidades chamadas loas. E comem animais sacrificados! Entre os praticantes, há feiticeiros, chamados bokos, que seriam capazes de ressuscitar cadáveres e torna-los trabalhadores braçais sem vontade própria. A ciência já desvendou essa magia: trata-se de um pó venenoso , que deixa a vitíma catatônica.




RECEITA MALIGNA
O pozinho levanta -defunto tem de tudo: ossos humanos pulverizados, lagartos, a carcaça de um sapo venenoso (Bufo marinus) e o verme aquático Pplychaeta. Mas o "filé" são dois peixes marinhos. Um deles é um baiacu, que contém uma neurotoxina chamada tetrodoxina. Todos esses bichos são grelhados e depois triturados em um pilão.


ELE MORREU LOMBARDI?
O "pó de zumbi" é aplicado sorrateiramente na vítima: nas costas ou no sapato. A tetrodotoxina é absorvida pela pele e, como toda neurotoxina, afeta o sistema nervoso - neste caso, provocando paralisia, imobilidade e perda de consciência. Dai vem a ilusão de morte aparente.


EU SOU SEU MESTRE
Após o enterro, o feiticeiro vai ao cemitério recuperar o corpo. Algum tempo depois, o efeito da tetrodotoxina passa e ai o boko tem que gastar sua lábia: ele precisa convencer a pessoa de que a reanimou, tornando-a um zumbi e, portanto, seu escravo. Ainda confusas, muitas vitimas acabam caindo nesse papo.


ZUMBI DOS PALMARES
Outra razão de o mito ter surgido no Haiti é que esse foi o primeiro país das Américas a abolir a escravidão, em 1974, e o primeiro país negro a se tornar independente, 1804. Os zumbis, então, seriam usados pelos grandes fazendeiros como substitutos dos escravos.



ZUMBI DA VIDA REAL
-Conheça a incrível - e verídica - história do camponês haitiano Clairvius Narcisse, que alega ter sido transformado em morto-vivo por um feiticeiro vodu.




A MORTE


Febre, fortes dores no corpo e mal-estar. Esses eram os sintomas de Clairvius Narcisse ao ser internado no hospital Albert Shwitzer , em Deschapelles, no Haiti, em 30 de abrasil de 1962. Três dias depois seus estado se agravou e ele morreu. Dois médicos o declararam morto, na presença de sua irmã, Angeline.




O PÓS-MORTE


Clairvius diz que se lembrava do sofrimento da irmã no momento de sua suposta morte e da hora em que os médicos colocaram um lençol sobre o seu rosto. Ele afirma que a sensação era como se flutuass sobre o próprio corpo.




O SEPULTAMENTO


Sob comoção dos familiares, o corpo foi enviado ao necróterio e o enterro aconteceu no dia seguinte, no pequeno cemitério da cidade. Após dez dias, o túmulo recebeu uma laje.




O RENASCIMENTO


Clairvius diz que, após o enterro, foi retirado do caizão por um boko, ou feiticeiro vodu, e levado para trabalhar como escravo numa plantação de açúcar nos arredores de Cap-Haitien, no norte do país.




A ESCRAVIDÃO


No cativeiro, ele recebia uma ração contendo a planta alucinógena "Datura stramonium" (conhecida como "pepino de zumbi"), que causa perda de memória. Mentalmente confuso e amedrontado, Clairvius queria voltar ao seu povoado , mas achava que só estaria livre da maldição após a morte de seu amo.




O RETORNO


Em 1980, quando o feiticeiro bateu as botas, ele finlmente se encheu de coragem e fugiu. Procurou Angéline e contou toda a sua história, mas ela não acreditou. O caso rapidamente ganhou as manchetes do jornal e foi noticiado pela rede inglesa BBC.




A REPERCUSSÃO


A história chamou a atenção de Lamrque Douyon, estudioso do vodu e diretor do centro de psiquiatria e neurologia da capital, Porto Príncipe. Ele decidiu comprovar se o relato de Clairvius era mesmo verdadeiro.




A COMPROVAÇÃO


Com a familia, Douyon preparou um questionário cujas respostas só o próprio Clairvius saberia. Ele acertou todas, encerrando as dúvidas. Mas a família ainda o rejeitou. O coitado passou a trabalhar na clínica dom Douyon e, depois, numa missão batista.






A EXPLICAÇÃO MÉDICA
-Justificativas para casos inexplicáveis envolvem problemas psiquiátricos


Roland Littlewood, da University College, de londres, e Chavannes Douyon, da Policlínica Médica de Porto Príncpe, têm uma explicação nada sobrenatural para casos como o de Clairvius. A causa da "zumbificação" seria uma das opções:



  • danos cerebrais associados á epilepsia
  • distúrbios de aprendizgem provocados na fase fetal, por causa do consumo de álcool pela mãe durante a gravidez
  • catatonia esquizofrênica (perda de contado com a realidade, mustismo e obediência cega).

O COMEÇO...
-Outra teoria afirma que vírus criaria raça zumbi

Livros, filmes e games preferem a versão de que os mortos-vivos seriam resultado não de forças sobrenaturais, mas de uma epidemia. Uma teoria atribui a doença á um vírus da ordem Mononegavirales, transmitido por carrapatos da família Ixodidae e por roedores urbanos. Veja os sintomas após a contaminação: 

EM 2 HORAS
-Dor de cabeça, febre e calafrios.

EM 24 HORAS
-Coma profundo, parecido com a morte;pulsação e respiração diminuem gradativamente.

EM 30 HORAS
-Transformação completa. O zumbi não responde á estímulos e só pensa em uma coisa: comer carne humana. 


...E O FIM
-Eles também morrem de causas "naturais"

Apesar de tudo, zumbis não deixam de ser cadáveres ambulantes - e, como tais, estão sempre sendo decompostos por bactérias. O monstro vive, no máximo, um ano. O nível de putrefação pode chegar á um ponto em que ele não consegue nem mais manter em pé. Confira as etapas do processo: 

1- No inicio de sua vida-morte, a pele adquire manchas e feridas abertas, verdadeiros banquetes para bactérias.

2-Partes cartilaginosas, como orelhas e nariz apodrecem e caem. depois é a vez dos dedos dos pés e das mãos.

3-Alguns ossos ficam expostos. Muitos perdem parte dos braços, alguns dentes e até os olho!


ANATOMIA MACABRA
-Eles enxergam mal, mas seriam capazes de farejar carne humana de longe. Sabia quais adaptações tornariam um cadáver capaz de sobreviver á própria morte.



NO RASTRO DA CAÇA 

Zumbis sofrem de miopia grave - e vêem o mundo em preto e branco. Também não escutam bem, mas, em compensação, têm olfato apuradíssimo. Com isso, farejam suas vítimas a quilômetros de distância.

BABA CONTAGIOSA

Os filmes de terror são unânimes: a contaminação se da pelo contato com os fluidos dos mortos-vivos, com a saliva, que conteria o vírus responsável pela transformação.  Por isso, alguém que foi mordido pelo monstro e escapou  irá, cedo ou tarde, virar um.

VEIAS PODRES

Eles não respiram - portanto, não precisam de hemoglobina, o pigmento que transporta oxigênio no sangue (e que lhe dar sua cor vermelha). Por isso, seu sangue é escuro e grosso. O coração não pulsa:a circulação é feita por contrações musculares do corpo.

TERROR AOS PEDAÇOS

Suas células nervosas conseguem se regenerar. Isso explica por que os mortos-vivos podem sobreviver mesmo perdendo boa parte da massa encefálica. Esse poder regenerativo também faz com que eles se recuperem após sofrer danos na coluna vertebral.

ENCOURAÇADO

A pele começa a se deteriorar logo apó a transformação. Vai ficando mais grossa, com aparência de couro, e começa a apodrecer. Já as fibras musculares tornam-se mais concentradas e adquirem a consistência de uma corda de náilon. Sacou por que eles são tão fortes?

OSSO DURO DE ROER

Modificações importantes acontecem na região da boca. Células ósseas,  se depositam na mandibula e o osso fica maior, permitindo um aumento das fibras musculares ligadas á mastigação. A mordida fica mais forte, capaz até de quebrar o crânio das vítimas. Os dentes, no entanto, não sofrem o mesmo processo, o que faz com que muitos zumbis fiquem banguelas em pouco tempo e sejam forçados a usar ossos da boca para mastigar. 

SISTEMA DIGESTIVO

Para onde vai a carne humana que os zumbis consomem com tanta veracidade? Para o estômago e o intestino, onde apodrecer até ser expulsa num número 2 daqueles. Como o bicho está morto, ele não precisaria necessariamente se alimentar e seu sistema digestivo não funciona. Ele caça e come humanos por mero prazer doentio... 


COMO SOBREVIVER Á UM APOCALIPSE ZUMBI
-Os mortos saíram das tumbas e tomaram as ruas? Nada de pânico! A ME (*Mundo Estranho) ensina o passo a passo para impedir que seu cérebro vire ração de zumbi.

1- Não seja pego de surpresa! Como tudo indica que um epidemia zumbi é inévitavel em um futuro próximo, fique atento á telejornais e ao rádio. Mortes estranhas inexplicáveis? Ocorrências policiais envolvendo mordidas ou seres desfigurados? Sinal que o caos já começou.
2-Confirmado o surto, não perca tempo. Antes de se enfurnar em um lugar seguro, corra ao supermecado e compre o máximo que puder de água engarrafada, comida em lata, pilhas, lanternas, remédios e algo que possa ser usado como defesa, como facões. Se você for maior de idade, compre armas de fogo.
3-A tendência é que a epidemia se alastre mais rapidamente nos centros urbanos, onde á vítimas em potencial. O melhor é fugir para um lugar isolado, como uma casa na montanha ou no campo. Se você não tem essa opição (ou se já for tarde demais), o jeito é se proteger em casa mesmo. 
4-Uma vez entre quatro paredes, reforce as janelas e fala barricada em todas as portas. Mas preserve um ponto de observação para vigiar os arredores. Não saia e não deixe ninguém entrar, mesmo que seja um parente ou conhecido. Lembre-se: qualquer pessoa mordida por um zumbi virar um!
5-Além da cabeça fria, sua principal arma é a paciência. Cedo ou tarde, o surto chega ao fim, seja por intervenção das forças de segurança pública, seja pela longevidade limitada das criaturas. Racione a comida, fique de olho nas notícias, ache um jeito de ocupar o tempo e espere o pior passar. 
6-Se, por qualquer motivo, você tiver que deixar o refugio, preste muita atenção se há indícios de que eles estão por perto. Se der cara com algum zumbi, lembre-se de que eles são lentos: sua melhor opção é sempre fugir. Procure áreas abertas - como eles atavam em bando, fica difícil encurrala-lo. 
7-A melhor forma de despachar os mortos-vivos é estourando seus miolos. mas não é todo mundo que acerta um tiro desses! Caso haja balas sobrando, mire primeiro nas pernas, para imobiliza-los, e, ai sim, desfira o tiro fatal no crânio. Certifique-se que a criatura não representa mais perigo.
8-Você não tem arma de fogo? Melhor (elas são barulhentas!). Leve sempre consigo um facão ou machado. Você vai ter que chegar um pouco mais perto para decapita-los, mas pelo menos nunca vai correr o risco de ficar sem munição


A MATEMÁTICA ESTÁ A FAVOR DELES
-Estudo científico calcula chance de a humanidade sobreviver a um ataque de mortos-vivos.

Cientistas das Universidades Carleton e de Ottawa, no Canadá, criaram um fórmula matemática, para calcular a progressão de um epidemia de desmortos.  Os cálculos são complexos demais para explicar, mas as conseqüências, são assustadoramente palpáveis. A parti da primeira infecção, bastariam apenas três horas para que uma cidade de 500 mil habitantes tivesse mais zumbis do que gente sadia. "Se a escala aumentasse, o resultado seria o juízo final: um surto de zumbis provocaria o colapso da civilização, com todos os humanos infectados ou mortos", concluem, num tom nada animador. 


INVASÃO ALÉM-TÚMULO
-Cinema

ZUMBI BRANCO
O primeiro filme do gênero, feito em 1932, tinha Bela Lugosi, o mais famoso interprete do Drácula. A história, claro, se passava no Haiti, e teve uma continuação em 1938.


ZUMBI 2: A VOLTA DOS MORTOS-VIVOS
Dirigido em 1979 pelo italiano Lucio Fulci, outro gênio do terror. Seu estilo era bem mais sanguinário e polêmico - as vítimas tem olhos arrancados e jugulares dilaceradas.



A NOITE DOS MORTOS-VIVOS
Impossível falar de zumbi sem mencionar o mestre George Romero. Este seu primeiro filme do gênero, de 1968, estabeleceu o conceito de "apocalipse zumbi", lucrou horrores e inaugurou uma trilogia. 



PLANETA TERROR
Robert Rodriguez comandou essa sátira/homenagem sobre criaturas infectadas por um agente biológico, liberado pelos militares. Perfeito para fãs de cenas grotescas!



ZUMBILÂNDIA
Quem disse que morto-vivo não é engraçado? Além de tirar um sarro, esta comédia de 2009 oferece boas estratégias para quem quiser sobreviver á epidemia zumbi. 

9 comentários :

Jhon Almeida disse...

Hehe Desde de pequeno eu já sabia como sobreviver (ou achava que sabia) a uma epidemia zumbi pelo tanto de filmes e games que eu via e jogava na época, mas confesso que eu nunca tinha visto uma explicação completa da anatomia dos zumbis como essa, bem legal mesmo.

Pow, além de listar alguns filmes a ME podia ter feito uma citaçãozinha sobre Resident Evil. [momento chorôrô de fã]

Roberta Caroline disse...

Mas eles fizeram Jhon, fizeram também sobre a série de The Walking Dead, mas eu acabei nem listando hehehehe D:D:

cham disse...

planeta terror é muito foda mesmo, amo filmes b. e achei muito interessante isso sobre o haiti (quando vi que iam falar do país, jurava que ia ser alguma coisa sobre gente que achou que morreu e reviveu no terremoto q).

julio pq disse...

eu li esse artigo ontem, mas nem deu pra comentar, realmente muito do mal essa parada ai do Haiti. E dos filmes, destaque para a volta dos mortos vivos e planeta terror, são mt bons. Fiquei curioso agora sobre o que falaram de TWD e RE

Jhon Almeida disse...

Ah então fizeram né \o/ hehehe, agora que nem o julio falou, eu também fiquei curioso pra saber o que falaram dos dois, vou procurar a matéria.

borbs (twiiter @Andresama) disse...

continua trazendo dessas curiosidades ai roberta, adorei a materia da revista

Anônimo disse...

Zoombilandia *--------

junior disse...

brains

Anônimo disse...

tambem adoro apocalipses zumbis

Postar um comentário

Os comentários deste blog são moderados, então pode demorar alguns minutos até serem aprovados. Deixe seu comentário, ele é um importante feedback.